Paraná investe na redução do déficit habitacional

O governador Ratinho Jr assina documento do programa Casa Fácil Paraná
Novo programa lançado pelo governador Ratinho Junior (PSD) permitirá que 30 mil famílias com renda de até três salários mínimos adquiram casa própria. Total equivale a 10% do déficit de moradias no Estado

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou na quarta-feira (12 de junho) que 30 mil famílias serão beneficiadas com a nova modalidade do programa habitacional Casa Fácil Paraná, que viabilizará R$ 450 milhões para facilitar a aquisição da casa própria para famílias de até três salários mínimos. Essa quantidade de novas moradias representa cerca de 10% do déficit habitacional no Estado.

“Hoje é um dia de muita alegria para o Paraná porque estamos lançando o maior programa habitacional do Brasil. O Casa Fácil vai atender as famílias que mais precisam e que muitas vezes não têm condição de dar a entrada na casa própria. Agora, o Governo do Estado vai bancar até R$ 15 mil para que ela possa fazer o financiamento na Caixa Econômica Federal. São mais de 30 mil casas que passarão a ser construídas a partir desta quarta”, afirmou Ratinho Junior.

Ele reforçou que a política habitacional é capaz de transformar a vida do cidadão. O programa atende diretamente a dificuldade das pessoas de conseguirem um financiamento junto aos agentes financeiros. “O desafio é a entrada: ou a pessoa não consegue poupar, por ser muito difícil com uma baixa renda, ou é muito demorado para conseguir fazer essa poupança. Fizemos um programa em que o Governo é parceiro e dá essa entrada para o morador, que consegue pagar a mensalidade através do financiamento”, acrescentou Ratinho Junior.

Essa modalidade também foi criada de forma a atuar diretamente para reduzir a demanda por moradia no Estado. O déficit atualmente é de 322 mil casas, segundo o Plano Estadual de Habitação de Interesse Social (PEHIS), realizado pela Cohapar e as prefeituras do Paraná, e 90% das famílias que integram esse indicador têm renda de até três salários mínimos.

Eduardo Pimentel, vice-prefeito de Curitiba, que resumiu no lançamento a expectativa dos prefeitos, celebrou a regulamentação do Casa Fácil. “Esse programa viabiliza a parte mais pesada do recurso financeiro, que é a entrada. Isso facilita muito porque, depois, as famílias conseguem se adaptar às parcelas. Vamos aguardar o edital de chamamento para as prefeituras para fazermos parte dele”, endossou.

FONTE: PSD

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *